• Zoonoses realiza cadastro para castração gratuita em São Vicente



    A ação é voltada para moradores que deverão comprovar residência na cidade. São Vicente disponibilizará 600 senhas para agendamento de castrações gratuitas Gustavo Magnusson O Departamento de Controle de Zoonoses (Dezon) de São Vicente, no litoral de São Paulo, disponibilizará 600 senhas para agendamento de castrações gratuitas nesta terça-feira (27). Os números serão distribuídos a partir das 9h. Os interessados devem comparecer na Zoonoses, localizada na Rua Catalão, 530, Vila Voturuá, com RG e comprovante de residência. Segundo a administração municipal, são permitidas duas castrações por cadastro mensal. De acordo com o departamento, a castração garante maior controle populacional dos animais e menor número de abandonos. Além disso, a medida é importante para prevenção de doenças. Em machos, o procedimento ajuda evitar câncer de próstata. Já em fêmeas, o câncer de mama. Abandono A prefeitura ressalta que abandono de qualquer animal nas ruas é considerado uma forma de maus-tratos e pode ser denunciado. Em São Vicente, casos desta natureza podem ser levados por qualquer pessoa à Promotoria do Meio Ambiente do Ministério Público (Rua Jacob Emmerich, 1367 – Parque Bitaru).
  • Dupla é presa após invadir casa e roubar carro em Guarujá



    Outros três comparsas fugiram. Dois dos criminosos tentaram fingir ser clientes de um bar para despistar policiais militares. Equipes da ROMU prenderam os criminosos que roubaram uma casa e um carro em Guarujá, SP Divulgação/Polícia Militar Dois homens foram presos por assalto a uma residência em Guarujá, no litoral de São Paulo, na madrugada deste domingo (25). De acordo com a Polícia Militar, os outros três comparsas fugiram. Ao menos 20 pessoas estavam na casa e tiveram pertences roubados. O crime ocorreu em uma residência na Rua das Quaresmeiras, no Jardim Pernambuco. Além dos pertences das vítimas, os criminosos levaram também um carro que estava no local e empreenderam fuga no veículo. A PM iniciou patrulhamento para tentar localizar a quadrilha e avistou o carro roubado na Rua Um, no Jardim Mar e Céu. Na chegada ao local, a equipe localizou poucos metros a frente os cinco rapazes, que fugiram a pé e efetuaram disparos contra os policiais. Equipes das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam) conseguiram localizar dois deles dentro de um bar. De acordo com a PM, eles tentaram se passar por clientes do estabelecimento para despistar os policiais. Mas, como ambos estavam sujos de lama e descalços, os policiais suspeitaram do envolvimento com o crime e os conduziram para a Delegacia Sede de Guarujá, onde foram reconhecidos pelas vítimas e foi registrado boletim de ocorrência. O veículo foi recuperado.
  • Corpo de mulher é achado com sinais de violência dentro de canal em SP



    Vítima estava vestida apenas com camiseta e foi encontrada por morador do Jardim Jamaica, em Itanhaém, no litoral paulista. Polícia investiga o caso. Corpo de mulher é encontrado com sinais de violência em vala em Itanhaém, SP G1 Santos O corpo de uma mulher, ainda não identificada, foi encontrado com sinais de violência dentro de um canal, em Itanhaém, no litoral de São Paulo, na tarde deste domingo (25). As informações foram confirmadas pela Polícia Militar e a área está isolada para perícia. A vítima foi localizada por um morador do bairro Jardim Jamaica. O G1 apurou que ele passava pela Avenida Sorocabana quando viu o corpo e acionou a PM. O canal fica às margens da via e de uma linha férrea desativada. A vítima vestia apenas uma camiseta branca e tinha sinais de violência pelo corpo. O local foi isolado e perícia foi solicitada. O caso foi apresentado na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Itanhaém. O corpo será removido para o Instituto Médico Legal (IML) para os exames de praxe.
  • Manifestantes fazem ato em defesa ao governo Bolsonaro e contra o STF em Santos, SP



    Grupo se reuniu na Praça da Independência, no bairro Gonzaga. Manifestação foi pacífica e não prejudicou o trânsito. SANTOS, 15h43: Manifestantes se reúnem em ato em favor da Lava Jato e do governo Bolsonaro Vanessa Medeiros/G1 Manifestantes se reuniram em Santos, no litoral de São Paulo, em um ato em defesa da operação Lava Jato, do ministro da Justiça, Sérgio Moro, e do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Eles também pediram o veto ao projeto de lei do abuso de autoridade e impeachment de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). A concentração começou por volta das 15h30, na Praça da Independência, no bairro Gonzaga. Vestidos com roupas verdes e amarelas, eles seguravam bandeiras do Brasil, cartazes e gritavam palavras de ordem. Atos são registrados em vários estados; confira O ato também manifestou-se favorável ao impeachment do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, e pediu a indicação do coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, para a Procuradoria-Geral da República (PRG). SANTOS, 15h20: Manifestantes em ato em a favor da Lava Jato e do governo Bolsonaro Vanessa Medeiros/G1 Eles também se posicionaram contrários ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde abril de 2018 na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba. Um pequeno carro de som foi usado para que os organizadores do evento executassem o Hino Nacional e falassem com o público. O ato foi pacífico e não prejudicou o tráfego de veículos na Avenida Ana Costa. Por volta das 17h30, os manifestantes começaram a dispersar. O comando da Polícia Militar e os organizadores não estimam quantas pessoas participaram do protesto.
  • Polícia Ambiental multa proprietários em mais de R$ 2 mil por construções irregulares



    Trabalhos estavam sendo feitos em área de preservação ambiental, às margens do Rio Ribeira, em Iguape, no litoral de São Paulo. Imóvel estava sendo contruído em área de preservação ambiental em Iguape (SP) Divulgação/Polícia Ambiental Os proprietários de um imóvel foram multados em mais de R$ 2 mil por construções irregulares em área de preservação, em Iguape, no litoral de São Paulo. A Polícia Militar Ambiental (PMA) informou que as obras foram suspensas e o monitoramento deverá continuar. O imóvel estava sendo erguido no bairro da Barra do Ribeira, onde há áreas de preservação permanente de acordo com a polícia, próximo ao rio Ribeira de Iguape. A ocorrência constitui crime ambiental previsto no artigo 38-A da lei 9.605/98. Realizado contato com os proprietários do imóveis, eles não apresentaram documentações que autorizassem as atividades. Por isso, foram lavrados os autos de infração ambiental, que totalizaram no valor de R$ 2.382,00. O monitoramento e fiscalizações continuarão para coibir o avanço das construções irregulares em área proibida. As áreas permanecem embargadas e suspensas as obras existentes no local. Polícia Militar Ambiental aplicou multa de mais de R$ 2 mil nos responsáveis pela obra Divulgação/Polícia Ambiental